O Discípulo Radical

Opções disponíveis:

Para muitos, é uma grande surpresa descobrir que os seguidores de Jesus Cristo são chamados "cristãos" apenas três vezes na Bíblia. Obviamente que sabemos que as palavras "cristão" e "discípulo" implicam um relacionamento com Jesus

 

Mas, por que razão "discípulo radical"? Para John Stott, a resposta é óbvia. "Existem diferentes níveis de compromisso na comunidade cristã. O próprio Jesus ilustra isso ao explicar o que aconteceu com as sementes na Parábola do Semeador. A diferença está no tipo de solo que as recebeu. A semente lançada em solo rochoso não tinha raiz."

Evitamos o discipulado radical quando somos seletivos: escolhemos as áreas da nossa vida nas quais o compromisso nos convém e ficamos distantes daquelas nas quais o nosso envolvimento tem um custo elevado. No entanto, como discípulos não temos esse direito.

 

* * *

O Discípulo Radical apresenta oito características do discipulado cristão que normalmente são esquecidas, mas que ainda precisam ser levadas a sério: inconformismo, semelhança com Cristo, maturidade, cuidado com a criação, simplicidade, equilíbrio, dependência e morte. Com um texto profundamente bíblico, tocante e de fácil leitura, John Stott mostra a essência do que significa ser um discípulo radical.

 

 

Autor: John Stott
Editora: Logos Edições
Páginas: 133
Tamanho: 14x21 cm
Código: 42075